Chuva e vento fortes previstos até ao fim de sexta-feira

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer está disponível para contacto face a qualquer ocorrência.
O Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer está disponível para contacto face a qualquer ocorrência.

Cuidados redobrados pedidos à população pelo Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer

A depressão Karlotta vai fazer-se notar a partir de hoje, quinta-feira, até ao fim do dia de sexta-feira. Por isso, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer pede cuidados redobrados à população tendo em conta a previsão de vento e chuva fortes que deverão afetar vários territórios do concelho.

Para esta quinta-feira, prevê-se vento forte a predominar do quadrante sul no litoral Oeste com rajadas previstas até 85 km/h e nas terras altas (até 55 Km/h) com rajadas da ordem dos 110 Km/h. A agitação marítima será forte na costa ocidental, antecipando-se uma ondulação de sudoeste entre 4 a 5,5 metros de altura. Para amanhã, dia 9 de fevereiro, preveem-se aguaceiros que serão por vezes fortes na região Centro, podendo ser de neve acima de 1200/1400 metros. O vento a predominará do quadrante oeste, soprando forte no litoral Oeste e nas terras altas com rajadas até 100 km/h. Por isso, a pede-se máxima prudência perante este quadro meteorológico adverso.

Ao deparar-se com qualquer ocorrência, contacte o Serviço Municipal de Proteção Civil de Alenquer pelos seguintes contactos telefónicos, disponíveis durante 24 horas: 800 232 221 (número verde) e 263 730 930.

MEDIDAS DE AUTOPROTEÇÃO

  • Desobstrução de linhas de água principalmente junto a pontes, aquedutos e outros estrangulamentos do escoamento;
  • Limpeza de linhas de água assoreadas;
  • Limpeza dos resíduos sólidos urbanos (muitos deles de grandes dimensões) depositados nos troços marginais dos cursos de água;
  • Evitar cortes rasos de material lenhoso ardido em situações de declive intenso, localizados nas proximidades das linhas de água;
  • Recolha ou trituração dos resíduos resultantes do corte dos salvados das áreas ardidas localizadas nas margens das linhas de água;
  • Recolha ou trituração dos resíduos de atividades agrícolas e florestais existentes nas margens das linhas de água;
  • Verificação (e eventual reparação) de eventuais situações de desmoronamentos das margens das linhas de água, de modo a evitar obstruções ou estrangulamentos;
  • Inspeção visual de diques, ou outros aterros longitudinais às linhas de água, destinados a resguardar os terrenos marginais;
  • Verificação da instabilidade de taludes ou movimentos de massa motivados pela infiltração de água, podendo ser potenciados pela remoção do coberto vegetal na sequência de incêndios rurais;

- No arrastamento para as vias rodoviárias de objetos soltos, ou ao desprendimento de estruturas móveis ou deficientemente fixadas, por efeito de episódios de vento forte:

  • Efetuar a verificação de todas as estruturas que, pelas suas características (dimensão, formato, altura desde o solo, resistência ao vento), possam ser facilmente arrastadas ou levantadas dos seus suportes, procurando garantir que resistem aos ventos fortes;
  • Remover ou desmontar preventivamente as estruturas instáveis ou com potencial de risco, guardando-as em locais seguros sempre que ocorram ventos fortes previsíveis;

Recomenda-se ainda:

  • A adotação de uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de 'lençóis de água' nas vias rodoviárias;
  • Que não atravessem zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;
  • Que se tenha especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade da queda de árvores, principalmente nas zonas afetadas por incêndios;
  • Que se verifiquem todas as estruturas que, pelas suas características (dimensão, formato, altura desde o solo, resistência ao vento), possam ser facilmente arrastadas ou levantadas dos seus suportes, procurando garantir que resistem aos ventos fortes. Nos casos em que tal seja impossível, deve garantir-se a remoção ou desmontagem dessas estruturas, guardando-as em locais seguros;
  • Que se esteja atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil, Forças de Socorro e Forças de Segurança
Atualizado a 08 fevereiro, 2024
Voltar ao topo
© 2024 | Todos os direitos reservados Autarquia 360