Richard Zimler apresenta obra sobre vítimas da Inquisição no Museu Damião de Góis

07/02/2024
Crédito: Richard Zimler
Crédito: Richard Zimler

Conceituado escritor norte-americano integra programação dedicada ao grande humanista português

O Museu Damião de Góis e das Vítimas da Inquisição recebe no dia 18 de fevereiro, a partir das 15h30, o reputado autor Richard Zimler para a apresentação do último romance: 'A Aldeia das Almas Desaparecidas', editado em duas partes durante o ano de 2023. Radicado em Portugal há mais de 30 anos, o escritor luso-norte-americano vem a Alenquer abordar uma obra cujo tema tem uma ligação direta ao nome do museu onde fará a apresentação livre de acesso ao público e onde foi batizado o grande humanista português do século XVI. O Santo Ofício, nome dado à Inquisição em Portugal, que julgou e confiscou todos os bens a Damião de Góis, é um dos pilares do mais recente romance de Zimler.

O autor nascido em Nova Iorque em 1956 soma 13 romances publicados, uma colectânea de contos e ainda seis livros infantis nos últimos 26 anos, sendo que a sua obra se encontra já traduzida em 23 línguas pelo Mundo inteiro. 'O Último Cabalista de Lisboa', lançado em 1996, foi a obra de estreia, seguindo-se títulos como 'Guardião da Aurora', 'À Procura de Sana', 'Trevas de Luz' ou 'O Evangelho Segundo Lázaro' que venderam milhares de exemplares e foram lidos nos cinco continentes.

Zimler, antigo jornalista e mestre pela Stanford University, estará no concelho durante o mês em que se homenageia Damião de Góis para partilhar o conhecimento que apreendeu ao longo de décadas com a perseguição ao povo judeu cujo passado e presente estão intrinsecamente relacionados com Portugal.

O Museu Damião de Góis e das Vítimas da Inquisição foi inaugurado a 20 de maio de 2017, é de acesso gratuito e pode ser visitado na Calçada Damião de Góis, em Alenquer, de terça-feira a domingo (incluindo feriados), das 10h às 13h e das 14h às 18 horas.


Sinopse da obra 'A Aldeia das Almas Desaparecidas'
Depois dos desesperados esforços para salvar a avó Flor do Fogo de Santo António que dizimava Salamanca, Isaaque Zarco regressa ao Porto, onde retoma o seu trabalho como assistente de alfaiate e participa ainda mais ativamente nos serviços da sinagoga clandestina da cidade. A pacatez dos seus dias, porém, é interrompida quando, já com dezassete anos, recebe uma carta da filha adotiva de Flor, Sálvia, informando-o de que a velha curandeira foi presa pelo Santo Ofício. Isaaque vê-se então mergulhar num mundo pérfido repleto de traições, que culminam no terrífico auto de fé de Madrid, de 1680. Pior do que tudo, fica a saber que, sob tortura, a velha curandeira denunciou outros dois amigos como judeus secretos. Será ele capaz de os salvar, correndo o risco de ser preso? Amor, traição, sacrifício e coragem coexistem neste romance arrebatador, narrativa ímpar dos horrores da Inquisição, que eleva Richard Zimler ao pódio dos maiores contadores de histórias.

Atualizado a 07 fevereiro, 2024
Voltar ao topo
© 2024 | Todos os direitos reservados Autarquia 360